Palestrante espanhol destaca os desafios do laboratório de referência internacional durante o 44º CBAC

Os desafios do laboratório de referência internacional no atendimento aos laboratórios do Brasil foram destacados pelo diretor clínico do Laboratório Espanhol Cerba, Xavier Susanna, na manhã desta quarta-feira (14), durante o 44º Congresso Brasileiro de Análises Clínicas, em João Pessoa (PB). Ele falou da integração entre o laboratório espanhol, com experiência em testes analíticos especiais, e o LCA, localizado em São Paulo.

O diretor geral do LCA, Cláudio Pereira, explicou que a unidade de São Paulo recebe amostras de todo o país, prepara e envia para Barcelona (Espanha), preservando a segurança para o paciente. “Fazemos coletas diárias no país e atendemos quase cem laboratórios no Brasil”, disse Cláudio. Ele esclareceu que o acesso a reagentes e a equipamentos na Europa é mais fácil que no Brasil, já que aqui há uma alta carga tributária. “Com esse suporte na Espanha também temos acesso à expertise da Europa”, completou Cláudio.

Ele citou como um dos casos de sucesso dessa parceria a sorologia para o zika vírus, que causou uma epidemia no Brasil em 2015. “Em parceria com laboratórios europeus, o Cerba ofereceu a sorologia para nosso país”, explicou Cláudio.

Dentre os desafios destacados por Xavier Susanna para os laboratórios se tornarem referência estão a necessidade da inovação tecnológica, um sistema de qualidade com rigorosos processos e indicadores, formação continuada para melhorar os serviços e ampliar o conhecimento e a experiência, consultoria científica, dentre outros.