Cerimônia de abertura do 46º CBAC é marcada pela defesa da atualização da tabela do SUS

Evento começou no dia 16 de junho, em Belo Horizonte; programação científica pretende preparar o profissional para o futuro das Análises Clínicas.

 

Já não é mais possível conceber uma tabela de remuneração dos prestadores de serviço do SUS sem reajuste há mais de 20 anos. A afirmação é do deputado federal Dr. Luiz Antônio de Souza Teixeira Júnior, que participou da solenidade de abertura do 46º Congresso Brasileiro de Análises Clínicas – CBAC.

O parlamentar é presidente da Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados e está liderando a discussão, nesta legislatura, da pauta que afeta não somente os profissionais das Análises Clínicas, mas também a todos os outros profissionais que atuam no Sistema Único de Saúde.

Convidado a participar do evento pela diretoria da SBAC justamente por sua atuação no Legislativo em defesa da modernização da tabela, o deputado assumiu o compromisso de defender os interesses dos laboratórios junto ao Ministério da Saúde. Ele pediu que a Sociedade Brasileira de Análises Clínicas apresente, em 30 dias, um projeto que reduza o rol de exames constantes na tabela para que sejam estudadas as possibilidades de melhoria na remuneração de outros exames considerados prioritários para a saúde pública.

O presidente da SBAC, Dr. Luiz Fernando Barcelos, reiterou a importância da discussão e convidou os congressistas a participarem do Fórum de Proprietários e Gestores de Laboratórios – Atualização e Modernização da Tabela do SUS, que será realizado nesta segunda, dia 17, de 14h às 18h. “Precisamos encarar esse assunto com muita coragem e responsabilidade. Realmente, não existe milagre que possa fazer a tabela ser, enfim, justa para todos, mas muita coisa pode e deve ser melhorada. Devemos aproveitar a oportunidade de diálogo que se abre com a interlocução do deputado para buscar os avanços de que tanto precisamos”, destacou.

Dentro da programação do 46º CBAC, a SBAC também está dedicando especial atenção ao Fórum de Valorização das Análises Clínicas (ValorizaLab), que será realizado de 9h às 12h, na quarta-feira, dia 19. “Falamos muito sobre a necessidade de a população reconhecer os serviços prestados pelo laboratório, mas será que os próprios profissionais valorizam o seu trabalho? É disso que vamos tratar neste fórum, para o qual todos estão convidados”.

Também participaram da Solenidade de Abertura o presidente do 46º CBAC, Dr. Humberto Marques Tibúrcio, a presidente do COLABIOCLI, Dra. Stella Raymondo, a vice-presidente do Conselho Federal de Farmácia, Dra. Lenira da Silva Costa, o presidente da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica/Medicina Laboratorial, Dr. Wilson Solnik e o presidente da Câmara Brasileira de Diagnóstico Laboratorial, Dr. Fábio Arcuri.

 

Premiações e homenagens

Durante a abertura do Congresso, foram premiados os trabalhos científicos da sessão de temas-livres na pessoa dos profissionais Karina Braga Gomes Borges e Djeniffer Greffin.

A SBAC também aproveitou a oportunidade solene para homenagear o Dr. José Carlos Barbério, de 88 anos, que atua na área de Análises Clínicas desde 1957; o Dr. Hermes Pardini, cuja vida tem sido dedicada ao ambiente laboratorial; e o Instituto Hermes Pardini, há 60 anos atuando no crescimento mercadológico das Análises Clínicas no Estado de Minas Gerais.

 

Pré-congresso teve atividades nas áreas de gestão, micologia, microbiologia e imunologia

Embora o 46º CBAC tenha sido lançado na noite de domingo, 16 de junho, durante todo o dia foram realizadas diversas atividades constantes na programação oficial do evento. O Programa Nacional de Controle de Qualidade (PNCQ), ofereceu curso de garantia da qualidade, do qual participaram representantes de aproximadamente 60 laboratórios. Foram abordadas as fases pré-analítica, analítica e pós-analítica das atividades laboratoriais, controle interno e externo de qualidade.

Na parte da manhã, foi aplicado o Teste de Especialista em Análises Clínicas, que contou com a participação de aproximadamente 20 profissionais. Também foram ministradas 8 palestras nas áreas de gestão, micologia, microbiologia e imunologia.

De acordo com o coordenador científico do Congresso, Dr. Marcos Fleury, nos próximos três dias de evento, haverá a discussão de dezenas de temas relevantes para os profissionais que atuam, sobretudo, na bancada do laboratório. “Essa é a nossa maior preocupação. Para além da qualidade científica, procuramos em priorizar atividades que complementem a formação do profissional, que os auxiliem no dia a dia do seu trabalho”, destacou.

O presidente do 46º CBAC, Dr. Humberto Marques Tibúrcio, ressaltou que o evento foi integralmente pensado para atender às mais variadas necessidades dos profissionais, mas com foco no atendimento humanizado ao paciente. “A discussão do tema é necessária, pois os avanços tecnológicos do setor podem caminhar em descompasso com o aprimoramento na qualidade do relacionamento humano. O tema “Profissional do Futuro” foi idealizado justamente para reforçar a importância dessa mudança de atitude. As pessoas querem ser acolhidas e bem atendidas, independente da marca, do tamanho ou da localização geográfica do laboratório”.

O 46º CBAC está sendo realizado no Expominas, em Belo Horizonte, e vai até a próxima quarta-feira, dia 19.