PNCQ apresenta dados sobre controle de qualidade no 45° CBAC

Na reunião com os representantes dos Laboratórios Clínicos e Bancos de Sangue Participantes do Programa Nacional de Controle de Qualidade – PNCQ, realizada nesta quarta (20) no Rio de Janeiro, durante o 45° Congresso Brasileiro de Análises Clínicas – CBAC.

Dr. Francisco Edison Pacifici Guimarães, Superintendente do PNCQ, apresentou dados e informou resultados, estatísticas e os novos avanços do PNCQ em relação aos seus programas. “Avaliamos mais de 3,5 milhões de resultados por ano. Vendemos para a Europa e América Latina”, disse.

Atualmente, o PNCQ atende 5.111 laboratórios de Análises Clínicas, 44 de Citopatologia, 16 de Biologia Molecular, 92 Hemocentros e Bancos de Sangue e 19 de Toxicologia e Medicina do Trabalho. São produzidas amostras para 90 programas; em 2017, foram 1 milhão e 129 mil amostras.

Segundo o superintendente, muitos laboratórios não fazem controle de qualidade, o que pode impactar na segurança dos diagnósticos entregues ao paciente. “Buscamos a segurança do paciente. E há laboratórios que não fazem esse controle e não sabem onde estão errando. Essa é a importância do controle de qualidade”, afirmou.

A prática de vendas de testes rápidos em farmácias foi também debatida durante o encontro. Os representantes de laboratórios reclamam da alta exigência que enfrentam para manter suas empresas funcionando enquanto nas farmácias não haverá nenhum tipo de avaliação desses produtos. “Nós somos obrigados a cumprir uma série de medidas para emitir um laudo. Eles não vão precisar fazer controle de qualidade? A identificação do erro é o que permite que o laboratório se aperfeiçoe”, finalizou Dr. José Abol Corrêa, Diretor Administrativo do PNCQ.

Ao final da reunião, foram sorteados entre os participantes um smartphone, um tablet e cinco inscrições para o CBAC 2019 – que acontecerá na cidade de Belo Horizonte/MG.

José Araújo, do laboratório de Análises Clínicas Lacan, de Camaragibe/PE sorteado com um smartphone.

Dra. Alzira Aquino, do laboratório Unilab, ganhou um tablet.

Ganhadores de inscrições para o CBAC 2019:

Marcelo Castro do Laboratório Doff, Castro/PR.

Luciana Kelly de Rezende do Laboratório São Lucas, Araxá/MG.

Maria Elva Ruilowa do Laboratório Catedral, da Bolívia.

Elia Ramirez do laboratório Cenetrop, da Bolívia.

Ivone Frankel do Laboratório Frankel, Rio de Janeiro/RJ.